10 de junho de 2010

Ferreira Gullar: "Lula é uma pessoa desonesta; um demagogo".

O poeta Ferreira Gullar, anunciado na semana passada como vencedor do Prêmio Camões 2010, concedeu uma entrevista ao jornal O Tempo, de Minas Gerais. Fala, obviamente, sobre literatura e cultura. Mas também fala sobre política (íntegra aqui).
Neste ano temos eleição presidencial. Você está animado?
Ah, vai ser uma batalha. Os dois candidatos estão empatados. Espero que o Serra ganhe. Será um absurdo se o Lula, que empurrou a Dilma garganta adentro do PT, vá empurrar agora garganta adentro do país só pela vontade exclusiva dele. Acho que nem a Dilma é a favor disso.

Mas o governo Lula não teve nenhum mérito?
Não é que não teve nenhum mérito. O principal problema do Lula é ele não reconhecer o que ele deve aos governos anteriores. Tudo dele é “Nunca na história deste país…”. Ele se faz dono de tudo o que ele combateu. Por que o Brasil passou pela crise da maneira que passou? Porque havia o Proer (programa de auxílio ao sistema financeiro). Mas o PT foi para a rua condenar o Proer dizendo que o governo FHC estava dando dinheiro para banqueiro. E a Lei de Responsabilidade Fiscal? O PT entrou no STF contra a lei. Ainda está lá o processo do PT para acabar com a Lei de Responsabilidade Fiscal. O PT era contra o superávit primário, era contra tudo. Quer dizer, tudo o que eles estão adotando e que se constitui a infraestrutura da política econômica eles combateram. Agora o cara não reconhece isso: ele diz que fez tudo. O Lula é, de fato, uma pessoa desonesta. Um demagogo. E isso é perigoso. Está arrastando o país para posições que são realmente inacreditáveis. O cara se tornar aliado do Ahmadinejad, o presidente de um país que tem a coragem de dizer que não houve o Holocausto? Ele está desqualificando mundialmente porque está negando um fato real que não agrada a ele. Então não pode. O Brasil vai se ligar a um cara desse? É um oportunismo e uma megalomania fora de propósito. É um desastre para o país. Eu espero que a Dilma perca a eleição. Não tenho nada contra ela, mas contra o que isso significa. O PT é um perigo para o país. O aparelhamento do Estado, o domínio dos fundos de pensão… Um sistema de poder que vai ameaçar a própria democracia. As pessoas têm que tomar consciência.

Antes que acusem Ferreira Gullar de pertecer as zelites etc e tal, não custa lembrar que esse é o mesmo homem que em 1975, no auge da ditadura militar brasileira, foi viver na Argentina na condição de exilado. Aliás, foi durante o exílio que a família de Gullar se esfacelou: a esposa a esposa retornou para o Brasil com um dos seus filhos e o outro... Bem o outro filho desapareceu naquele mesmo ano, vítima de um surto psicológico.

O intelectual, membro do Partido Comunista e um dos conhecidos representantes da classe média que decidira resistir aos militares, sentiu na pele o que era ser de esquerda durante os anos de chumbo. É, portanto, alguém isento para falar do presidente Lula e das suas diatribes.

Bookmark and Share

Um comentário:

  1. Palmas para essa postagem!!!

    Palmas Para o Grande Ferreira Gullar!!!

    ResponderExcluir